more from Geração Perdida de Minas Gerais

Quarup

by Lupe de Lupe

supported by
/
  • Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

     name your price

     

1.
2.
3.
4.
04:59
5.
6.
04:08
7.
8.
9.
05:52
10.
03:53
11.
12.
13.
14.
15.
07:33
16.
05:21
17.
03:44
18.
19.
20.
21.
14:57

about

geracaoperdida.bandcamp.com

Esse disco é dedicado à Guilherme Monteiro, o Calango, amigo próximo e um dos primeiros companheiros de banda de Gustavo e Vitor que faleceu esse ano.

Agradecimentos especialíssimos e em primeiro lugar à Jonathan Tadeu, Lucas "Pedro Evandro" Maranhão, Vitor "Boss" Ávila, Mauro Novaes, Júlia Costa, Tiago Baccarin, Sofia González, Felipe Aguiar, Raíssa Mancia, Sérgio Giffoni, Luiz Henrique (de Muriaé), Vinícius Vacari e Paulo Marcondes. Sem vocês esse disco não existiria do jeito que foi concebido. Vocês são os melhores!

Agradecimentos à toda Geração Perdida de Minas Gerais - particularmente a Mailton "Macunaíma" Oliveira, Pedro "Ordep" Vieira, Geraldo "Neto" Carvalhais, Henrique "Negão" Morais, Marcelo "Poeta" Diniz, Suzanne Horta, Ana Clara Nogueira, Túlio Magno, Marina Horta, Damiany "Damy" Coelho, Vinícius "Bini" Pereira, Hugo Nick, Jairo "Young Lights" Paes e Filipe Monteiro. Vocês nos ajudaram e nos apoiaram em momentos de dificuldade que talvez nem vocês saibam e nunca vão saber. Obrigado.

credits

released November 12, 2014

Arte por Júlia Costa e Tiago Baccarin.

Quarup foi produzido por Vitor Brauer no estúdio caseiro da Geração Perdida de Minas Gerais.

Baterias e derbaks gravados no Estúdio Giffoni (Casa Antiga). Vozes, guitarras, percussões, teclados, sintetizadores e baixos gravados no estúdio caseiro da Geração Perdida - com exceção das vozes de Renan Benini, gravadas no Estúdio A Vapor em Pelotas - RS, ambientação de "Jurupari", gravadas no Rio de Janeiro por Cadu Tenório, e a bateria de "Você é Fraco", sampleada de vários vídeos do Youtube.

Letra e voz principal em "O Arrependimento", "Gaúcha", "Ao Meu Verdadeiro Amor", "Ágape", "Orquestra Pra Três", "Querubim", "Noma" e "A César O Que É De César, A Deus O Que É De Deus" por Renan Benini. Letra e voz principal em "RJ (Moreninha)", "SP (Pais Solteiros", "Esse Topper Foi Feito Para Andar", "Fogo-Fátuo", "Jurupari (Part. Cadu Tenório", "Minha Cidade em Ruínas", "Eu Já Venci", "Você É Fraco" e "Carnaval" por Vitor Brauer. Letra e voz principal em "Colgate" e "Reino Dos Mortos" por Gustavo Scholz. Letra e voz em "O Futuro É Feminino" por Cícero Nogueira, Gustavo Scholz, Renan Benini e Vitor Brauer.

Baterias, vozes, guitarras, percussões, teclados, sintetizadores e baixos gravados por Lupe de Lupe. Com a exceção do baixo em "Você É Fraco", por Mikeias Belfort, ambientação em "Jurupari", por Cadu Tenório" e derbak em "O Futuro É Feminino" e "Carnaval", por Sérgio Giffoni.

tags

license

all rights reserved

feeds

feeds for this album, this artist

about

Lupe de Lupe Belo Horizonte, Brazil

Cícero, Gustavo, Renan e Vitor são uma banda de loud-rock ou noise-pop ou punk experimental de Belo Horizonte. O grupo faz parte do movimento "Geração Perdida de Minas Gerais".

contact / help

Contact Lupe de Lupe

Streaming and
Download help

Redeem code

Track Name: O Futuro É Feminino
O futuro é feminino
Minha presidente é uma mulher
Meu coração é brasileiro
Pois o futuro é feminino
Minha presidente é uma mulher
Meu coração é brasileiro

Só vou lutar contra o destino
De gente burra e sem temor
Esse é o ar que eu respiro
Pois o futuro é feminino
Minha presidente é uma mulher
Meu coração é brasileiro

Salve, salve, meus amigos
Do Oiapoque ao Chuí
Ouçam o som tão cristalino
Pois o futuro é feminino
Minha presidente é uma mulher
Meu coração é brasileiro

Minha mãe foi mãe solteira
Há muito tempo me ensinou
Meus pés e mãos são brasileiras
Pois o futuro é feminino
Minha presidente é uma mulher
Meu coração é brasileiro
Track Name: O Arrependimento
Vejo o pôr do sol
Tamanho e o tédio que eu nem me importo mais
Ainda entendo que os ancestrais aplaudam
Haloperidol
É tanto estudo, que já não agüento mais
Ainda contento que os meus pais aprovam
Eu vir parar aqui no sul

A conheci era um janeiro quente, meu rosto ensopado
Reparei seu ombro nu
A tatuagem a mostra admirei
Aquela frase, sei já cantei
Com gaivotas num tom azul
Então indaguei
Quem é aquela lá, senão
Alguém bom pra conversar, então
Quem sabe vejo no R.U.
Mas nunca trombei
Tento adivinhar, em vão
Qual o nome que terá, mas não
Insisto, pois limite é tudo

Por mais que eu não me ajeite, não me ajeite
Sempre tendo a matutar

Isso é sempre igual
Acordo cedo, resmungo ao levantar
Ainda condeno quem me tirar o sono
Por mais que normal
Bebo no skina e teimo em pensar
No dia seguinte que vou mudar, num estrondo
O que me tira do sério
É essa cisma que tenho
Em ser um idoso relapso
Que adormeceu e agora só acordou

Depois de meses agourando uma baita rejeição
No ônibus sucedeu
Comentando de uma prova qualquer
Eu vi teus olhos, meu Deus, mulher
Tomou meu fôlego feito um tufão
E ela me sorriu
Como posso ser então resistente a você
Se não consigo mais pensar a frio
E ela me sorriu
Eu quero você de tão diferente fez parecer que não
Preciso me conter contigo

Por mais que foi recente, foi recente
Já não posso ignorar

Que guri boçal
Bebi demais, consegui estragar
Mas foi bem feito eu me lascar, de acordo
Tri sentimental
Sofro antecipado ao relembrar
Que agora já era, não vou a beijar de novo
Que arrependimento
Track Name: RJ (Moreninha)
Desde menina você espera por esse dia
Desde que você jogava birosca e amarelinha
Você nunca foi de origem pobre
Mas também nunca foi de bairro nobre, moreninha

Desde a juventude te dizem o que fazer
Alguns até te dizem o que é viver

Agora você vem me dizer o que é viver
"Viver é o maior castigo
Viver não faz sentido"
Por que tanta mágoa assim nesse mundo que é só seu?
Nesse mundo dentro de você?

Nunca confie em alguém que tiver mais de trinta anos
Tudo tem de começar em alguma hora e em algum lugar
Einsten teve de tocar seu violino com sua estantezinha
Podemos ser menos duros com nós mesmos, moreninha

Desde a juventude te dizem o que fazer
Alguns até te dizem o que é viver, o que é viver

Agora você vem me dizer o que é viver
"Viver é o maior castigo
Viver não faz sentido"
Por que tanta mágoa assim nesse mundo que é só seu?
Nesse mundo dentro de você?
Track Name: Gaúcha
Faz tempo que eu não vejo você
Essa saudade dói mais que beber mercúrio
Te lembra aquele abraço que dei
Meus braços se entregaram e pensei do orgulho
Que tenho quando beijo você
Me arrepio todo ao perceber
Que eu queria mais tempo, queria mais tempo
Como eu queria mais tempo, queria mais tempo

Depois que a gente se beijou aquela noite
Todo momento sozinho foi como açoite
Eu sei que isso é puramente sazonal
Na verdade a gente deve ficar junto igual
Eu sei que o teu olhar me faz perder o norte
Eu sei que ao lhe tocar sinto - tenho sorte
Eu sei que às vezes tendo a exagerar
Na verdade o que eu quero é simplesmente estar com ti

Te lembra aquela vez que mostrei
Os álbuns que ainda quero conhecer a fundo
Te lembra aquela vez que falei
Do fundo do meu peito que gostei demais de tu
Te lembra quando te demonstrei
Que tudo que tu quer tu pode ser
E que eu queria mais tempo, queria mais tempo
Como eu queria mais tempo, queria mais tempo

Depois que a gente se beijou aquela noite
Todo momento sozinho foi como açoite
Eu sei que isso é puramente sazonal
Na verdade a gente deve ficar junto igual
Eu sei que o teu olhar me faz perder o norte
Eu sei que ao lhe tocar sinto - tenho sorte
Eu sei que às vezes tendo a exagerar
Na verdade o que eu quero é simplesmente estar com ti
Track Name: SP (Pais Solteiros)
Quando eu te vi pela primeira vez
Eu não sabia o que dizer sobre você
Ver todos esses prédios
Que crescem bem mais alto
Que todos os meus sonhos
Foi feito nascer de novo

Todos nós sabemos que é bem diferente
Nascer com um corpo e um coração que é alvinegro

Mas o que eu posso fazer
A não ser me igualar com o que é da minha natureza
Que me veio tensa, deselegante, concreta e disforme
Eu me vejo em você e você se vê em mim

Ainda não havia para mim Ludovic, Hurtmold e a sua tradução

Alguma coisa acontece no meu coração
Que só sai do metrô da consolação

"Nada como um dia após o outro dia"
Eu cantava isso sempre sem nem imaginar
Que tudo se tornava parte de mim
E que você mostrava que o futuro pode estar aqui

Ainda não havia para mim Single Parents, Polara e a sua tradução

Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando passa em frente do Itaquerão

Queria mandar um abraço pra todos os meus amigos de São Paulo no estilo 17. Sei que a vida anda difícil aí com essa galera conservadora e sem cérebro. Tem gente que quer tentar a loucura de separar a gente, mas vamos continuar unidos que venceremos todos, sem dúvida. Um abraço especial pra galera do Espaço Dois e Meio, Pais Solteiros, Jair, Paulo Marcondes, Sinewave, EATNMPTD e companhia. Nós tudo junto e misturado, meus amigos. Agora e sempre. Amém.
Track Name: Colgate
O sol se pôs
Mas eu não vi
Eu vejo tanta tristeza nos dentes brancos de quem ri
A juventude é esperta demais
Tem dias que
Quando eu penso na morte minha pele diz pra eu distrair

Hoje eu não quero sair
E ouvir nem dois minutos
Do que você tem pra me dizer sobre não ter ninguém

Meus parabéns
Você retornou
Li na sua mensagem que o ciso torto é o que mais dói
O nosso corpo é fraco demais
Meu coração
Agora pulsa manchado, laçado numa cicatriz

Hoje eu não quero sair
E ouvir nem dois minutos
Do que você tem pra me dizer sobre não ter ninguém
Track Name: Ao Meu Verdadeiro Amor
Seis da manhã
O sol me acorda sem despertar
Com a mente insã
Pergunto horas pra levantar
Meus olhos doem
Logo começam a latejar
E nos lençóis
Quase reluto em espreguiçar
Mas algo bom
Um beijo doce minha face está
E o meu humor se alegrou

Um bom café pra aquecer
Mais um dia pra aborrecer
Mas compensou

Pra despistar
O meu cansaço que está por vir
E o mal estar
Basta um "bom dia" dizer pra mim
E se deixar
Até o trânsito me faz rir
Eu juro que sinto
Juro não minto
Que eu não me ressinto

Das metas que não alcancei
Dos projetos que abandonei
Mas compensou
Track Name: Esse Topper Foi Feito Para Andar
Para bom entededor meia palavra basta
Mas você nunca foi muito de ouvir
Você sempre disse tudo o que quis
E hoje vai ter de ouvir
Por acaso, sou eu quem vai dizer

Que ela dança melhor do que você
Ela tem um gosto melhor do que o seu
Fazer o quê?
Ela é melhor do que você

Se um dia conseguir sair
Do buraco que é sua vida vai ver
Como é a depressão de te ver por aí
E a felicidade que nós temos
Quando você não está

Pois ela é mais presente que você
Ela é mais companheira que você
Fazer o quê?
Ela é melhor do que você

Alguém que só procura os outros quando precisa
Tem só um fim que é morrer sozinho
No escuro sem o amor de ninguém
Sem ninguém pra te ligar

Ela transa melhor do que você, todo mundo sabe
Ela merece mais do que você
Ela é mais gentil do que você
Ela é mais madura que você
Ela é mais bonita que você
Ela é mais inteligente que você
Todos nós amamos e respeitamos ela mais do que você
Fazer o quê?
Ela é melhor do que você
Track Name: Ágape
Me acorde em janeiro quando bastar nosso dinheiro
E podermos quitar este mês
Lave suas roupas intimas, nossos lençóis
E conte as vitimas que passar no jornal hoje as três
Leve pro São Francisco, pra desaguar
Com menos risco de desconciliarmos outra vez
Venda nosso respeito, penhore o amor
Leiloe o jeito de sempre antecipar no xadrez

Pois Lily veja que eu ainda tenho razão
São muitos que dirão "dó docês"
Pois Lily saiba que eu sei da decepção
De nunca ter a mão um pão francês

Salve as economias pra variar
As regalias vão ter que esperar receber
Meu décimo terceiro e se ajudar
Em fevereiro começo a trabalhar no buffet
Leve pro São Francisco pra desaguar
Com menos risco de reconciliarmos outra vez
Erga nossa bandeira, vasculhe o mar
Por nau estrangeira que possa concordar com Cortez

Pois Lily veja que eu ainda tenho razão
São muitos que dirão "dó docês"
Pois Lily saiba que eu sei da decepção
De nunca ter a mão um pão francês

Eu sei quanto é difícil recomeçar
Sem artifício algum pra se apoiar ou porquês
Mas vai valer a pena se bobear
A minha quinzena quem sabe vai vingar dessa vez
Track Name: Fogo-Fátuo
Você tem muito as cara pra dizer
Que tá tudo muito bem que vai tudo ficar tão bem
Sendo que eu e você nem nos lembramos mais
Como é estar bem

A nossa madrugada
Passou pelo nascente
E foi silenciosamente se tornando alvorada

E hoje eu ando me entregando
Aos braços dessas pessoas
Só pra ver, só pra ter certeza absoluta
Que eu ainda faço parte de você
E que você ainda faz parte de mim

Ah, e como eu confiei
Em alguém que consegue ser tão cruel, tão maldoso
E tão meticulosamente ardiloso
Alguém que consegue fazer eu me sentir tão fraco
Alguém que chora pelo sangue das putas
Chora pelo sangue dos pobres
Mas nunca chorou pelo sangue do próprio irmão
Como nós chegamos nesse ponto?

Você pôs um fogo no meu peito
E esse fogo você nunca irá segurar
Ele irá queimar, ele irá te destruir
O fogo queima as mentiras

E a faca que corta o corpo
Nunca será, nunca será
A faca que corta que o fogo
Track Name: Jurupari (Part. Cadu Tenório)
O índio Jurupari nos acordou
Nós somos Tour de Force
Nós vamos matar seus filhos
Nós vamos queimar suas casas
Nós vamos derrubar suas cidades
Nós vamos ferver o seu sangue
Nós somos legião
Nós somos Tour de Force
Track Name: Orquestra Pra Três
Venham, todos podem ser se quiser
Vejam por outros olhos o corpo nu de uma mulher
Sedentos ou não
Vivendo clichês
Pra que esperar e ser esquecido
Em um meio andar
De uma porta até o mais incrível e vivo ser
E se tentar
Não vai se arrepender

Maxim, me pergunto se quer me ter
Mesmo que pra isso eu tenha que ceder
Da minha função
Do meu bel prazer
Lhe manipular seria um alívio
Mas com outra mulher prefere viver
E agora só me resta

Servir em meu teatro imóvel
Cumprir todos os papéis de uma vez
Sentir pelos meus dedos, fios
Ao fingir uma orquestra pra três

Não quero ser mais um
Só quero ser John Malkovich
Quero ser quem eu possa definir cada ação

Servir em meu teatro imóvel
Cumprir todos os papéis de uma vez
Sentir pelos meus dedos, fios
Conectados à minha insensatez
Mesmo que conectados à minha insensatez
Track Name: Minha Cidade Em Ruínas
Como que alguém pode dar
uma noite de sexo e uma pedra de crack
Prum moleque que mal sabe andar
Mas foi assim que aconteceu

Quando o berel atingiu os meus sonhos
Eu senti a morte, eu senti a queda
Eu senti o cheiro da buceta da sara
Eu senti o pesadelo que atinge tanto o nosso povo

Quando roubamos o videogame do vizinho
Eu vi o caminho todo que seguimos
Eu resolvi sair, eu resolvi fugir

E então o saulim foi preso por traficar
Quando ele saiu eu vi que nos seus olhos restava pouco de perdão Pouco de amor, pouco de ilusão
Minha cidade está em ruínas
E não é uma música que vai fazer tudo isso mudar

Todos nós somos jovens
Programado pra morrer nós é
E quando o pedro foi assassinado por pegar a mulher de um policial
Vimos logo em seguida no que tudo isso ia dar
Eu tive de virar uma espécie de líder
Eu tive de soprar a fumaça que escurecia
Os nossos dias quentes e escuros

Você deve estar muito orgulhoso de você
De ter dado as costas pra sua cidade
Uma cidade que ao menos não nos deu promessas
Não nos deu promessas

Eu só sei que eu não quero morrer antes dos 27
Mas quando minha hora chegar
A morte me encontrará vivo
Minha cidade está em ruínas
E não há nada que eu possa fazer
E pra onde vão os meus amigos quando cada um deles morrer?

Quando eu tinha dezoito anos
Henrique namorava com uma garota
Um dia ela veio e me beijou
E eu beijei de volta
E eu beijei de volta

8 anos se passaram
A vida de Henrique se tornou uma espiral em descendente
Semana passada ele se enforcou
E eu nunca pedi seu perdão
Eu nunca pedi seu perdão
Minha cidade está em ruínas
E não há nada que eu possa fazer
E quando eu morrer também saiba que eu tentei
E que eu te amei demais Valadares
Track Name: Querubim
Houve um tempo, cansado em que vivi
Fadigado eu cresci
Houve um dia, marcado no boletim
Meus amigos que vinham a mim
E houve então, um murmurio de aprovação
Mas foi tarde que vi razão
E se hoje eu sei bem
Que se os dias morrem
Meus erros não

E se quer saber
Aonde quer que eu vá serei
Visto perambulando sem nunca chegar
A entender
O porque de ser tão tolo ao ponto de achar
Que vou poder ver
Que um dia fui feliz e descansar ao alvorecer

E essas feridas, tantas
Já não doem
Eu nem me importo mais
E se essa vida avança, os anos correm
Me deixando pra trás
E essas feridas, quantas
Já não doem
Eu nem reparo mais
Dou minha face em prantos, que me corroem
Mas secos, tanto faz
E essas feridas, santas
Já não doem
Eu já não ligo mais
Que ser reconhecido, sem ser vencido
Já não consigo mais, não

Houve um tempo
Em que o céu era azul pra mim também
Mas esse tempo
Rasgado repousa ao fim
Do martírio que aflige a mim
E se fosse.o certo, me manteria aberto
Ao descaso do querubim
Track Name: Eu Já Venci
Todo dia uma nação se ergue pra tentar me odiar
E me desculpa se esse ódio fez eu começar a me achar, eu começar a me achar
Eu voltei pra dizer tudo de novo, isso tudo que você não quer escutar
"Você não é quente, você não é frio, você é morno
E porque é morno estou a ponto de te vomitar"

Eu cheguei aqui querendo tudo, querendo tudo que você não pode me dar
Eu já venci
E eu continuo vencendo vocês todo dia

A esquerda festiva muda suas lutas todo dia
Eu não consigo nem ligar
Tudo que eles tem é isso
Essa autopromoção travestida de caridade
Melhor seria tudo acabar
E começar do zero e talvez
Fazer tudo do jeito certo
Agora minha luta é só minha
Não sou um privilegiado que vai beber da fonte da pobreza
E depois gorfar só pra te agradar

É só o meu próprio poder que me joga pelo ar
E é só a gravidade que me traz de volta ao chão
Eu já venci
E eu continuo vencendo vocês todo dia enquanto eu respirar

Sem deuses e sem mestres
A nossa atitude fez com que a gente pudesse
Ser do jeito que quisesse
Longe do dinheiro e da cultura
Contrariando suas tradições e suas preces

Meu mundo é hoje
Esse "chororô" já rodou o país inteiro
Usando drogas e bebendo
E por onde eu passo eu deixo um estrago
Você gostando ou não

Eu te vi da janela
No caminho pra Vitória
Você me disse tudo
E nós nem nos vimos de novo
E sempre que eu sou cruel
Eu lembro da sua bondade
Você disse que eu podia ser um gênio
Mas pode o filho de uma enfermeira ser um gênio?
E de onde vem todo esse rancor?
"O que cala sua boca conserva sua alma"?
E que diferença faz dizer todas essas palavras?

A gente pode até não vencer esses insetos
Mas a gente não precisa de se juntar a eles
Minhas mãos, rudes demais
Minha mente, bruta demais
O meu corpo, tosco demais
Chegar aqui já diz que eu já venci
Track Name: Noma
Tu és perfídia sublime
És fel e ardor de uma só vez
Meu peito afaga e aflige
Na solidão não há porquês
Martírios já não me atingem
Tua voz ressoa placidez
És bela portanto contive
Pois teu olhar já me desfez
Ao primeiro talvez
Track Name: Reino Dos Mortos
Eu perdi, eu perdi, eu perdi
Perdi o dia em que cidade virou mérito
Aqui sempre foi o reino dos mortos
O sol se levanta também
E é só do oriente
Que mérito tem o Egito pra Mainardi?
Podem os cubanos curar os canibais?
Abra uma conta
É gratuito e sempre será
Negar a própria natureza
Vamos deixar pra trás
Qualquer motivo pra esperança

O amor não pode dizer sim
Nem mesmo pra você
Pois a voz que agora disse não
Nunca vai pedir pelo seu perdão

Sua pele é feita de seda
Seu rosto é feito de vidro
Sua alma gêmea que hoje não passa
De um fantasma, de uma alma penada

O amor não pode dizer sim
Nem mesmo pra você
Pois a voz que agora disse não
Nunca vai pedir pelo seu perdão
Track Name: Você É Fraco
Quero te ver mais uma vez
Tomar da minha água pois você devia saber
Que a mesma água que mata a sede
É a mesma água que um dia vai te afogar

Você anda feito um rato
Você rói feito um rato
Você caga feito um rato
Mas não não não não não
Você não é um rato, você é um artista
Você é fraco
Eu sinto cheiro de rato
Eu sinto cheiro de fel

Você é uma aranha que constrói a sua rede feita de fezes
E minhas bolas estão cansadas de serem chupadas
Talvez os outros não, mas eu estou cansado
Da sua falsidade e das políticas

Você anda feito um rato
Você rói feito um rato
Você caga feito um rato
Mas não não não não não
Você não é um rato, você é um artista
Você é fraco
Eu sinto cheiro de rato
Eu sinto cheiro de fel
Track Name: A César O Que É De César, A Deus O Que É De Deus
Quase chorei
Mas lavei minhas mãos
E observei, do alto um rei
Prostrado ao chão

Quase chorei, mas marquei minhas mãos
E perguntei, sob qual lei
É a acusação

Respousa em alto mar
As promessas que não fiz
Os dilemas que não quis
E sinto ressoar
Antes de mim, quem se foi?
Todos somos
Nunca foi
Track Name: Carnaval
Todos seguem uma agenda
Todos são os mesmos, afinal
Hoje a quarentona vai sair
Pois é noite de carnaval
E quando ela vê um moço
No dance ela vai direto ao ponto
Mais tarde ela diz pro moço
"Passe seu pau no meu coração"
Nada deixa alguém mais relaxado
Que sexo e também mais excitado
E quando ela estende suas pernas e diz sim
O vento não refresca sua bunda
E ela pensa no fim

O bêbado vai se vangloriar
Por ficar mais embriagado
Como se beber cerveja fosse
Te deixar menos atolado
O compositor toca na banda de samba
Com influências de carimbó
Hoje vai sair num bloco
E não vai voltar pra casa só
O que os dois tem em comum
Nada, além do fato de terem barba
E do fato de que os dois hoje transam
No desespero com garotas desmaiadas

O taxista hoje faz viagem
Com o homossexual
Ele pensa que ele é um playboy
Que tem uma fixação com sua região anal
A velhinha está voltando pra sua casa
Com dois vestidos que comprou
Vai vendo como BH é linda à noite
E as obras que ela não presenciou
Os três possuem o mesmo destino
Mas numa discussão sobre homofobia
O taxista atropela a velhinha
E põe fim à uma rara e longa vida de alegria

Hoje a evangélica vai direto
Pra Batista da Lagoinha
O curioso é que ela em sua mente
Se identifica muito com as feministas
O cuidado com seu corpo
E a liberdade de poder ter seus cabelos
As orientais com suas burcas
O desafio, enfim, é ser mulher
E no testemunho que a banda dá
Eles gritam que a indústria gospel é o inferno
E que ganhar dinheiro nunca foi louvar
E no céu não se entra quem usa terno

O idiota chega e diz
Que as drogas não trazem só malefício
Mas ele está farto de sua saliva
E se excitar agora é um sacrifício
Ele perdeu sua namorada
Que agora chora no chuveiro
Pensando em como ele a traiu
Enquanto a água escorre abraçando seu joelho
É, mas ele era tão charmoso
E ela sempre pensou que ele a merecia
O coração é um punho envolto de sangue
Que pulsa, que bate, que batia

Hoje a princesinha vai ser desejada
A cada dois segundos
O negro da periferia
não encontra seu lugar no mundo
E no auge de sua loucura
Ele pensa que ela é o sol
E que é só o sol que brilha
O sol quando passa na pele negra
E até o dia que o sol
Se deitar de vez, ele irá brilhar
E todos os que tem a pele negra
Sem dúvida, irão brilhar também

Eu fui direto ao seu portão
Mas eu não chamei
Vocês cantavam a canção da glória
A canção da fantasia
Eu me lembrei de como eu já cantei
Também a canção da vida
E eu me peguei então
cantando uma canção de minha própria autoria

A minha melodia é vã e arrogante
E parece engolir as outras melodias
Com a violência que é a minha voz
E que apesar de corajosa e arredia
No fim tende sempre a se juntar
A todas as outras melodias
Numa grande e estupenda harmonia
Num conjunto sublime e universal
Que soma a destruição e o amor
Num conjunto final

Carnaval